Ally e Ryan

Ally e Ryan

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Maria e Rose – Serviço Social

video

Jamais poderia continuar contando minha história na CET sem mencionar a Maria e Rose, assistentes sociais da empresa.
O ano de 88 foi realmente muito difícil para mim. A empresa passando por aquela situação, ano da minha formatura no curso de Direito e o nascimento do meu segundo filho, José Luiz.
Quando Zé Luiz nasceu houve uma complicação pré-parto fazendo com que ele aspirasse liquido para o pulmão. Logo após o nascimento ele foi levado diretamente para a UTI. Meu mundo e minha vida ali sofreram um impacto. A Silvia e a Rosana correram para o hospital para nos dar apoio. Evidente que a situação foi parar no serviço social da CET e a Maria e Rose praticamente me adotaram. Fragilizado e sem rumo, além do apoio incondicional de meus amigos do setor, elas exerceram não apenas o papel de assistente social, mas assumiram o papel de amigas e foram fundamentais para minha família superar aquela situação.
A Maria já saiu da empresa, atualmente ela trabalha numa ONG ajudando jovens a encontrarem um caminho na vida; a Rose ainda trabalha no serviço social empresa e continua sendo minha protetora na CET.
Minhas amigas, sou eternamente grato, não apenas pela ajuda que vocês sempre me deram nos momentos difíceis, mas principalmente pela carinho e amizade que vocês sempre tiveram comigo.
Algumas pessoas entram e saem de nossa vida e não nos damos conta se foram importante ou não; outras pessoas por alguma razão assumem uma importância dentro da nossa alma que ficam para sempre.
Qualquer dia desses vou sair da CET, vou sair do CETET, afinal, tudo na vida é um ciclo, começo, meio e fim, no entanto, não importa onde vou estar, vocês sempre estarão comigo no meu coração.
Poderia passar dias escrevendo aqui toda a importância que vocês duas têm na minha vida, mas isso ficará como segredo entre nós.
Amo vocês para sempre.


O José Luiz sentado e rindo e o Rafael... meus dois filhos lindos que também fazem parte da história da CET, afinal, no futuro (e agora passado) ambos foram estagiário, como o pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário